quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Então é isso... depois de mais de um ano, resolvi voltar a escrever... tentar colocar pra fora essa agonia que me domina... hoje, faz alguns anos que ela me acompanha, exatamente 16 anos. Quando somos jovens não conseguimos planejar o futuro, não imaginamos que o tempo voa e que logo, logo tudo passa. 

hoje me vejo sozinha, sem amigos que eu queira estar por perto.. sem um lugar que eu goste de estar... é estranho ate pensar no amanhã. Por mais que o tempo tenha passado, hoje, beirando ja os 34 anos, mesmo sabendo que o tempo voa, não consigo planejar o amanhã.

eu sei que ainda vivo porque tenho vontades, quero abrir um negocio próprio, ajudar varias pessoas a começarem ou alavancarem seus negócios, ajudar muitas pessoas de alguma forma. Eu sei que no momento certo eu serei colocada em suas vidas. Penso nessa minha vontade em ajudar e questiono, quem me ajuda? quem se importa comigo? pq embora meus pais ainda estejam vivos, eles precisam se preocupar com eles mesmos. minha mae acha q eu nao me importo com nada, que nao ligo pra nada, que nao ligo pra ela.. isso me chateia tanto. Faz com que eu me sinta a pior filha do mundo. Eu vivo por eles. Se ainda não fiz nenhuma besteira foi um pouco por falta de coragem e muito por eles. 

a cabeça fica a mil. Ainda tem o Leão... que eu não entendo ate hoje o pq dele ter entrado em minha vida.. ou eu na dele... eu queria tanto ficar com ele, cuida... mas aqui em casa ng pode nem ouvir falar no leao que é uma briga... meu coração dói..

ainda tem o lugar em q trabalho.. Deus como eu queria ser irresponsavel e jogar tudo pro alto... as vezes tenho vontade de sumir, sair de casa sem rumo.. dirigindo sem parar, ouvindo musica e deixando tudo pra trás... sem pensar, sem olhar, sem sentir saudade...
mas eu sou pura saudade... 

eu sei que ainda vivo no passado.. sei q tudo mudou.. que as pessoas mudaram,.. que os interesses são outros... e que elas se esqueceram de tudo que ja se foi um dia..

eu nao quero ser muita coisa.. quero ser o suficiente para poder ajudar quem precisa de ajuda.. viemos neste mundo para compartilhar... nao importa o q.. nem como.. importa compartilhar.. conhecimento, exemplos, dinheiro, comida... ah se todo mundo soubesse que a solução para o que tanto buscamos está em nós mesmos... fazer multiroes, reunir pessoas em prol de um bem comum...

as vezes queria sumir... é tanta coisa na cabeça q as vezes acho q ela vai explodir.
meu peito sufoca, respirar é um suplicio.. esotu indo.. estou indo...

tenho medo de sentir muita saudade. muita mesmo... so de pensar ja sinto saudades...
mas as pessoas nao se importam... choram um, dois dias, no maximo um ano... e depois.. nada mais...
nem eu.. nem ng... logo lgo eu me vou...

meu corpo ta estranho... minhas pernas as vezes nao me respondem.. doem, formigam.. tenho medo.
to gorda, me sinto feia,... sei q meu pai tem vergonha de mim... sei q eu nao sou nada do q ele imaginou como filha.. as vezes isso dói... as vezes penso: foda-se... meu pé dói. meu coração dói... minha alma dói.

cadê as pessoas que juraram nunca iria me deixar? cadê vocês? bando de promessas vãs... de sentimentos vazios, de almas rasas... eu me entreguei.. me doei.. mesmo estupida e grossa, eu vos amei... amigos se importam... amigos deveriam se importar.... o tempo passa... a vida muda... mas amigos, deveriam ser amigos.. dói.. dói.. dói...  as pessoas acham q pq sou grossa nao tenho sentimentos... e é por sentir tanto que dói.. a ausencia, o desprezo, o não se importar... a saudade de como era... gosto do passado pq lá eu fui feliz. 

sábado, 3 de janeiro de 2015

Será que ainda dá tempo de mudar o final? O tempo voa e quando a gente vê, já foi. E ainda tem o dia a dia, essa humanidade desumana que insiste em me fazer perder a esperança.. Em desacreditar que a mudança é possível.  É trabalho que atrapalha, é opinião divergente que mata, é machismo que julga, deduz, bate, maltrata, isso qndo também não mata! É esse ar soberano de quem tem voz e
Poder determinar o certo e o errado, o que pode e o q não pode.. São pessoas próximas se mostrando e me mostrando o q antes eu só via em noticiário de tv... É essa juventude que me assusta pela falta de compromisso e respeito... Aih me vem a mente algumas pessoas, as q amo, as que eu daria a vida para não deixar que nada de mal as acontecesse.. Estas pessoas que me fazem transbordar amor, me convidam a acreditar q a mudança é possível, que a esperança e o amor andam lado a lado.. Seja uma palavra amiga, um Gesto de carinho, um ato de amor... Eu lembro, respiro fundo e sinto o peito transbordar esperança e vem de repente uma vozinha suave q me diz: calma, hj foi só um dia ruim, o amanhã é maior e melhor que tudo isso.. E eu me acalmo e no inicio de escrever um novo final, espero o amanhã...
Será que ainda dá tempo de mudar o final? O tempo voa e quando a gente vê, já foi. E ainda tem o dia a dia, essa humanidade desumana que insiste em me fazer perder a esperança.. Em desacreditar que a mudança é possível.  É trabalho que atrapalha, é opinião divergente que mata, é machismo que julga, deduz, bate, maltrata, isso qndo também não mata! É esse ar soberano de quem tem voz e
Poder determinar o certo e o errado, o que pode e o q não pode.. São pessoas próximas se mostrando e me mostrando o q antes eu só via em noticiário de tv... É essa juventude que me assusta pela falta de compromisso e respeito... Aih me vem a mente algumas pessoas, as q amo, as que eu daria a vida para não deixar que nada de mal as acontecesse.. Estas pessoas que me fazem transbordar amor, me convidam a acreditar q a mudança é possível, que a esperança e o amor andam lado a lado.. Seja uma palavra amiga, um Gesto de carinho, um ato de amor... Eu lembro, respiro fundo e sinto o peito transbordar esperança e vem de repente uma vozinha suave q me diz: calma, hj foi só um dia ruim, o amanhã é maior e melhor que tudo isso.. E eu me acalmo e no inicio de escrever um novo final, espero o amanhã...
Será que ainda dá tempo de mudar o final? O tempo voa e quando a gente vê, já foi. E ainda tem o dia a dia, essa humanidade desumana que insiste em me fazer perder a esperança.. Em desacreditar que a mudança é possível.  É trabalho que atrapalha, é opinião divergente que mata, é machismo que julga, deduz, bate, maltrata, isso qndo também não mata! É esse ar soberano de quem tem voz e
Poder determinar o certo e o errado, o que pode e o q não pode.. São pessoas próximas se mostrando e me mostrando o q antes eu só via em noticiário de tv... É essa juventude que me assusta pela falta de compromisso e respeito... Aih me vem a mente algumas pessoas, as q amo, as que eu daria a vida para não deixar que nada de mal as acontecesse.. Estas pessoas que me fazem transbordar amor, me convidam a acreditar q a mudança é possível, que a esperança e o amor andam lado a lado.. Seja uma palavra amiga, um Gesto de carinho, um ato de amor... Eu lembro, respiro fundo e sinto o peito transbordar esperança e vem de repente uma vozinha suave q me diz: calma, hj foi só um dia ruim, o amanhã é maior e melhor que tudo isso.. E eu me acalmo e no inicio de escrever um novo final, espero o amanhã...

sábado, 4 de janeiro de 2014

Ida para o spa

Saimos de brasilia por volta das 8:30, ainda na rodoviária descobrimos que a viagem duraria cerca de 8horas, o arrependimento bateu nesse momento. Eu e diogo deveriamos ter pensado antes, perguntado antes e ter vindo de carro, agora já era, lá vamos nós.. Paramos em taguatinga, alexânia, anápolis, goiânia, terminal campinas e finalmente rio verde.. A viagem parecia nao ter fim! Vale ressaltar que passei mto mal de dor de cabeça grande parte do percurso e o diogo passou mal do estomâgo, sendo a parada em anápolis estratégica pois ele vomitou bastante no banheiro. Bom, viagem e comida de rodoviária é sempre uma porcaria né.. Nos alimentamos super mal.. Como café da manhã compramos dois cafés com leite e dois folhados, q acabei nem comendo e nem tomando .. O diogo tomou meu café e meu salgado eu joguei fora pq estava mto oleoso.. E como ja estava com dor de cabeça, achei melhor nao comer... Acho q foi isso q fez mal pro diogo.. Tinha levado na bolsa um skiny e um suco de caju, foi o q me ajudou a chegar ate goiania.. La na rodoviária compramos dois discos de carne, uma coca cola de 600ml e um pacote de skinny, foi o nosso almoço... Chegamos a rio verde umas 16:30 +-.. Pegamos um taxi e fomos para o spa.. As atividades ja haviam encerrado.. Fomos acomodados no nosso quarto e aguardamos ansiosos pelo jantar que seria servido as 18h.. Quando o jantar ficou pronto um sino foi tocado.. Todos desceram para o refeitorio.. Eu e diogo fomos tb.. Meio deslocados, logo alguem perguntou se era nosso primeiro dia.. Ja falaram q tinha q pedir a comida na portinha e tals.. A gente pediu.. E veio a refeicao.. Um prato de uma mini salada acompanhado de uma mini omelete de um mini ovo.. Aguardemos a ceia.. A ceia é servida as 21h.. É a ultima refeiçao do dia.. Voltamos pro quarto, tomamos banho, vimos um pouco de tv e eis q o sino é tocado novamente.. Vamos ver o que nos aguarda.. Lá vai a gente pro refeitorio.. Janelinha, pede comida e la vem, duas petinhas e chá de erva cidreira a vontade.. Bom, pelo menos dormiriamos tranquilos..vamos descansar e esperar pelo dia de amanhã...

domingo, 1 de setembro de 2013

Essa poderia ser a ultima carta, dificil sentir-se sozinha em meio a tanta gente.. Dificil perceber que cada dia mais as pessoas nao ligam pra gente, mas isso é recíproco.. E isso nao significa que nao exista sentimento.. O tempo passa tão rápido e ao mesmo tempo somos tao ingenuos ao pensar que teremos todo o tempo do mundo com algumas pessoas.. Que acabamos deixando aquele momento com ela pra depois... Erro cruel.. Dor certa de arrependimento quando tudo nao mais existir... O pior é saber e ter consciencia de tudo isso... Cansei de escrever.. Cansei de ser feita de boba.. Meu coraçao sente falta de muitos... Minha razão sabe do tempo que se foi... Meu calendário me mostra o tempo que resta...

sábado, 10 de agosto de 2013

Lá vem ela d novo, aquela dorzinha incomodativa na alma.. O coração Apertado e o choro que vem fácil... 

quarta-feira, 31 de julho de 2013

Para vc meu amigo arlen lucas

E de repente, em minutos, relembro toda uma vida... É uma saudade tão grande.. Tanta gente que passa pela gente... Cada uma com seu jeitinho.. Seus defeitos e suas qualidades.. Lembranças que irao comigo aonde quer que eu vá... Mas hj tem gente que partiu, e mesmo que diga que nao, eh impossivel nao pensar que possa ficar so na lembrança... Queria que vc soubesse que sem vc aqui eu sinto medo... Eu sinto que as coisas nunca estarão no lugar, pq falta vc.. Falta seu sorriso bonito e seu abraço gostoso... Sua fala mansa pedindo calma, e em segundos todos os problemas pareciam estar resolvidos... Falta minha coragem e minha vontade de que amanha pode sim ser um bom dia.. Como pode isso sem vc aqui? É estranho pq qndo tava perto, ficavamos meses sem nos falarmos, mas sabia-se que estavamos proximos.. E hj já não há mais certeza... Há dois coraçoes que sabem a exata importância um do outro.. Há uma saudade antecipada de tanta coisa que deixaremos de viver juntos... Pelo menos por agora...Há muito de vc aqui e sempre ira existir... Ou vc acha que tem como esquecer da nega maluca que dançava na escada do cinema... Do kombao desgovernado.. Daqueles açaís... Daquelas tardes... Daquele primeiro amor por mim sentido e a todo instante contigo compartilhado... há a plena certeza da amizade e uma linda saudade... Te amo e que seus dias sejam sempre de luz, paz e amor.. Assim, como vc é e sempre foi... Seja feliz meu amigo-irmão. 

segunda-feira, 8 de julho de 2013

Estranho quere dividir momentos, quadros, livros com pessoas que nao convivem mais com a gente.. Qur nao fazem parte do meu mundo.. Mas q de tanto a gente conhecer, sabe que iria adorar ler, ver e ouvir o q a gente tem pra mostrar... 

domingo, 16 de junho de 2013

É essa dorzinha q vem vez ou outra pra me lembrar q sou humana.. Que transforma o meu mundo... E me faz perceber o que eu não queria, afinal... Mentir pra si mesmo é sempre a pior mentira... E cmo dói perceber a verdade... Sinto meu coraçao se desfazendo em dor... Cmo se alguem o esmagasse com as mãos.. Acompanhado pela falta de ar e um leve vento gélido na coluna... Amar não deveria doer tanto assim... A dor é maior por saber que nunca, é fato.. E como dói a realidade...